Quando me fumam para cima

Desde cedo que disse que não queria fumar. Filha de pais fumadores, sempre os vi ir fumar o seu cigarrinho depois do almoço, a meio da tarde, depois do jantar, quando calhasse. Ora, em pequena dizia até “porque não deixam de fumar?” e usava a carta do cancro a meu favor – nunca resultou. Hoje já nem batalho… Desde que não me fumem para cima.

Não vou condenar os fumadores, desde que não me obriguem a levar com o fumo. Mas obrigam. Levo com o fumo na fila do autocarro, quando o vento está a meu favor (ou contra mim?); na minha cozinha quando todo o fumo vem para dentro mesmo com os meus pais à janela; em literalmente todas as esplanadas ou até a passear. E existem aquelas pessoas preocupadas. “Estás a levar com o fumo? Passa para aqui, assim  não vai“, e essas pessoas são decentes. Depois há as outras que conseguem ver as caretas que fazes, e que já te desviaste vinte vezes, mas continuam a fumar-te para cima porque quem não gosta de chegar a casa a cheirar a fumo, right?

Houve toda uma polémica sobre não se fumar em espaços fechados, e vai agora começar outra sobre não se fumar em espaços públicos, mesmo abertos. Honestamente não sei se concordo ou não. Se querem fumar, fumem. Mas não me fumem para cima. Ah, e não levem os vossos recém nascidos para cafés que parecem estufas.

Felizmente o Sr. Ténis partilha da minha opinião e faz caretas quando leva com fumo.

– Sra. Saltos

Anúncios

2 comentários em “Quando me fumam para cima

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s